A Vida

A Vida.

A vida é um sopro
Um abrir e piscar de olhos
Uma chama que se apaga
Um rio que se interrompe
Um poeta que divaga

Com hora certa para começar
Mas o fim
Sempre em hora indeterminada

A vida é fio
De seda,
De corda
De aço

O que há de mais belo na vida
É que de fios
Se fazem laços

A vida é fugaz
Passageira
Às vezes demorada
Às vezes ligeira

Mas carregas em tua vida
Sempre um cuidado

Se vieste no bico da cegonha
Vivas leve
Vivas com amor

Para que tua partida
Se dê nas asas
De um beija-flor

Iara Gonçalves.

Anúncios

3 Comments

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s