Je suis tombé par terre

Recentemente tomei um tombo ao sair do banheiro. Contei no Facebook. 😀
Agora há pouco, voltando pra casa com o Gigio, my dog, começou a chover. Resolvi dar uma corridinha, mas ele correu à frente. Todas as vezes em que ameaço correr, acredito que “pensa” que vamos apostar corrida, ele quer chegar primeiro, rs.
De repente, tropecei na pata traseira dele, e uma viagem, em queda cinematográfica, se iniciou pra frente, pro lado direito. Enquanto caía – juro que foi assim -, como se estivesse em câmera lenta, lembrei-me do tombo aqui em casa, – Isso não vai acontecer de novo! – pensei, e juro que, por um rápido segundo, acreditei que conseguiria evitar o tombo por terra. Só se eu tivesse tentáculos, ou se fosse Peter Pan, para evitar.
Tibum! Igualzinho a um abacate maduro que cai do pé (pensem na pancada, e não no formato do abacate, tá?). rs
Todo mundo viu, e u
ma moça me perguntou se eu tinha me machucado. Não sabia e, então, procurei algum possível estrago. Bom, tornozelo, lateral do joelho e cotovelo estavam todos ralados, e sangue rolando.
Depois disso, – Que se foda a chuva. – pensei, irritado, e vim andando devagar.
Quase nunca tomei tombos, e agora isso vai virar uma moda, pra mim?
E para fechar com chave de ouro (de ferro, isso sim!), um menino me perguntou, antes de chegar a minha casa, ao ver meu braço vermelho: O que aconteceu com o senhor?
Senhor? – pensei.
– Tava esquiando e caí. – respondi.

Anúncios

8 Comments

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s