What’s that?

Antes de ir ao banheiro, fui à cozinha colocar água para fazer café. É um saco ficar esperando até que ela ferva.
Pelo canto do olho, vi uma coisa preta no chão.
Rapidamente, virei a cabeça para ver o que era.
Parecia que a “coisinha” era em forma de, ugh, cocô.
Cheguei mais perto. Não agachei, mas tive vontade.
Fui ao quarto e peguei os óculos.
Voltei, pensando que, com a visão mais fortalecida, reconheceria.
Não deu certo. Ainda assim, não pude identificar que espécie de ser teria literalmente cagado na MINHA cozinha!
Mantive-me inquieto, enquanto a água se evaporava.
Resolvi ignorar por um momento. Eu precisava de café.
Como se toma uma dose de pinga para encarar uma desavença, virei o Nadir Figueiredo com determinação.
— Deve ter sido um gato…
Fui verificar se alguma das janelas da sala tinha passado a noite aberta. Todas!
— É isso! Foi um gato.
Pensei por mais uns instantes:
— Mas isto é muito pequeno para ser de gato… Além disso, não tá cheirando mal…
Busquei outras possibilidades.
— De rato?
À beira do pânico:
— Credo! Rato? Teria rato aqui, convivendo comigo?
Tentei eliminar a possibilidade:
— É muito grande para ser de rato…
Mais possibilidades:
— Coelho?… O quê? Co-E-lho? Lagartixa?
Depois de ter pensado e repensado, sempre considerando o diâmetro da saída de expulsão de possíveis invasores domésticos, rs, ajoelhei-me, apoiei-me com as duas mãos, uma bem longe da outra, sobre o chão, e, cuidadosamente, aproximei o nariz do “negocinho”; no entanto, pronto para afastar-me de supetão, caso o cheiro fosse ruim.
Dei a primeira inalada – tímida, claro. E nada.
Afastei-me. Parecia que eu tava fazendo flexões.
Aproximei a fuça de novo e cheirei com força e vontade.
Tinha cheiro de chocolate.
— Chocolate? – me perguntei, endireitando o corpo para ficar de pé. — De onde veio chocolate? Algum bicho tem fezes com cheiro de chocolate?
Parece mentira. Mas não é.
Num clique aliviador, lembrei-me que tinha ganhado, ontem, um pedação de pão com recheio de chocolate. Como caiu ao chão? Não sei. Aliás, não sei muitas coisas.
Para um gato, era pouco. Para um rato, era muito.
Para mim, já que era chocolate, pareceu um desperdício. Disto eu sei.
Boa tarde a você que acaba de ler este post. 😀

Anúncios

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s